O TUTOR NA EaD - ALGUNS OLHARES

Silvia Sênos Demarco, Gisele Martins Ferreira

Resumo


Nos muitos discursos acerca da Educação a Distância (EaD), uma ampla diversidade de termos é utilizada para se referir ao indivíduo que oferece apoio diretamente ao aprendiz. De fato, dentre os vários profissionais envolvidos na EaD, a figura do “tutor” emerge de formas múltiplas e, frequentemente, contraditórias. Embora a literatura pertinente ofereça muitas contribuições no sentido de entender-se melhor os contextos no qual o tutor atua, as abordagens destacam a especificidade de sua função em termos da capacitação necessária, indicando a necessidade de uma reflexão mais aprofundada sobre a atuação desses profissionais segundo a sua própria perspectiva. Esta pesquisa teve como objetivo geral investigar, numa Universidade privada, o trabalho que o tutor desenvolve, segundo a ótica dos próprios tutores, com foco, em particular, na relação entre a atuação do tutor e questões de qualidade em EaD. A investigação visou responder as seguintes questões de estudo: (1) como os tutores caracterizam sua função e práticas, e que relações vislumbram entre estas e as práticas que porventura realizem como docentes no ensino presencial em outras instituições?; (2) como se potencializam na prática, segundo os tutores, as possibilidades de autonomia e reflexão profissional enquanto aspectos centrais esperados da docência no ensino superior?; (3) como os tutores vivenciam o desenvolvimento de suas práticas no contexto de formação continuada oferecida pela instituição de ensino?; (4) como os tutores posicionam suas práticas em relação a questões de qualidade em EaD? A pesquisa adotou uma abordagem de cunho etnográfico no qual a pesquisadora se alinhou com a posição de uma “etnhabitando﷽va", isto ssim como membro do grupo social que pretende estudar.nidops, etc. - vai s. Isto o localizaria bem no state-ógrafa nativa", isto é, transitou entre as localizações de pesquisadora e membro do grupo social cujas práticas, visões e concepções buscou compreender e dar voz. Assim, sem pretensões a se constituir em uma etnografia, o trabalho integrou uma contínua autorreflexão. A investigação constatou que ser tutor é uma atividade bem mais complexa do que se poderia imputar a um simples elemento de apoio estrutural. A exploração dos recursos de aprendizagem, a divulgação eficiente de informações essenciais, a administração, a observação, o acompanhamento, a reflexão, o esclarecimento, o apoio motivacional e a avaliação são aspectos fundamentais do trabalho desse profissional que é, na realidade, um professor e, portanto, um ser central à aprendizagem, se essa é concebida como um processo de construção do conhecimento.

 


Palavras-chave


Tutor, Qualidade, Educação a Distância

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAED (2008). Anuário brasileiro estatístico de educação aberta e a distância. Disponível em: WWW.abraed.com.br/. Acesso em: 13 mar. 2010.

ALMEIDA, D. J. R. e FIGUEIREDO, L. C. dos R. A tutoria presencial. GO: ABED, 2010. Anais... 16˚ Congresso Internacional de EaD – ABED, 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 mar. 2012.

ALMEIDA, M.E.B.; PRADO, M.E.B.B. Formação de Educadores para o uso dos computadores portáteis: Indicadores de mudança na prática e no currículo. Anais...VI Conferência Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação – Challenges 2009. Universidade do Minho, Braga, Portugal, 2009. Disponível em: < http://www.virtual.ufc.br/cursouca/modulo_3b_gestores/tema_05/anexos/anexo_2_formacao_portateis_Bethes.pdf>. Acesso em: 13 maio 2012.

ALONSO, K. M. A expansão do ensino superior no Brasil e a EAD: dinâmicas e lugares. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1319-1335, 2010. Disponível em www.scielo.br/pdf/es/v31n113/14.pdf. Acesso em: 10 fev. 2012.

ARETIO, L. G. La educación a distancia. De la teoría a la práctica. Barcelona, Espanha: Ariel, 2002.

BELLONI, M. L. Educação à distância. 5. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

BORTOLOZZO, A. R. S., BARROS, G. C. e MOURA, L. M. C. Quem é e o que faz o professor-tutor. In: Anais do IX Congresso Nacional de Educação – EDUERE. PR: PUCPR, 2009.

BOSI, A. de P. A precarização do trabalho docente nas instituições de ensino superior do Brasil nesses últimos 25 anos. Educação & Sociedade, v. 28, n.101, set/dez.2007, p.1503 –1523. Disponível em Acesso em 14 abr. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. SEED. Referenciais de Qualidade para Educação a Distância. 2007. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2012.

_____________. Portaria nº 4059, de 10 de dezembro de 2004. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2012.

_____________. Plano Nacional de Educação – Lei nº 10.172. Ministério da Educação, 2001. CAMARA DOS DEPUTADOS. Proposta do projeto de lei 2435/11. 12 jan. 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 abr.2012.

_____________. Lei de diretrizes e bases da educação nacional - LDBEN n. 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em Acesso em 09 fev. 2012.

CABANAS, M .I. C.. O tutor na educação a distância: uma visão de tutores. 2007. 95 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro. 2007.

CARVALHO, A. B.. Os Múltiplos Papéis do Professor em Educação a Distância: Uma Abordagem Centrada na Aprendizagem In: 18° Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste – EPENN. Maceió, 2007. Disponível em: http://anabeatrizgomes.pro.br/moodle/file.php/1/ARTIGOEPPEN.pdf. Acesso em: 10 maio 2012.

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO (CTASP) – Projetos de leis e outras proposições – Parecer PL 2435/11. 2012. Disponível em:< http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=522182>. Acesso em: 15 dez. 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 32. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

GATTI, Bernardete A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista Brasileira de Formação de Professores – RBFP, vol. 1, n. 1, p. 90-102, mai 2009. Disponível em: . Acesso em: 7 mai. 2012.

GOMES, E. F. Perfil e identidade do tutor em cursos na modalidade a distância do IFAL vinculados ao Sistema Universidade Aberta do Brasil: definições e prática docente. 2010. Revista Eletrônica Multidisciplinar Pindorama do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia Nº 01 – Ano I – Agosto/2010 IFBA. Disponível em: . Acesso em: 17 mai. 2012.

GONÇALVES, L. M.. Estado da Arte na formação de tutores. Universidade Federal do Tocantins, 2009. Anais... 16˚ Congresso Internacional de EaD – ABED, 2010. Relatório de pesquisa. Disponível em: . Acesso em: 01 Mar. 2012

HACKMANN, B. G. Por trás do computador: sentimentos expressos nas trajetórias de aprendência em educação a distância (sem distância). Porto Alegre: PUCRS, 2008. Disponível em:. Acesso em: 17 mar. 2012.

JESUS, R. A.M. A tutoria em ambientes de EaD. IV Encontro Nacional de Hipertexto e Tecnologias Educacionais. São Paulo: Universidade de Sorocaba, 2011. Disponível em: http://www.uniso.br/ead/hipertexto/anais/08_AnaRibas2.pdf. Acesso em: 22 mar. 2012.

KUCHARSKI, M. V. S. Relações Interpessoais em um ambiente virtual de aprendizagem: etnografia virtual de uma (des)construção. 2010. 263 f. Tese (Doutorado em Educação). PR: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2010.

MACHADO, S. F. Mediação Pedagógica em Ambientes Virtuais de Aprendizagem. 172 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá. Maringá, 2009.

MILL,D. R.; SANTIAGO, C. F. e VIANA, I.Trabalho docente na educação a distância: condições de trabalho e implicações trabalhistas. Revista Extra-Classe. n. 1, v. 1. Fev. 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2012.

NEDER, M. L. C. A Orientação Acadêmica na Educação a Distância: a perspectiva de (re)significação do processo educacional. In: PRETI, O. (Org.). Educação a Distância: construindo significados. Brasília: Plano, 2000. p. 105-124.

NETTO, C., GIRAFFA. L. e FARIA, E. Graduações a distância e o desafio da qualidade. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010.

NÓVOA, A. Os professores e o “novo” espaço público da educação. 2002. In: TARDIF, M.; LESSARD, C. (Orgs.). O ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis: Vozes, 2008.

OLIVEIRA. G. M. S. Concepções de orientadores acadêmicos e estudantes dos cursos de pedagogia a distância da universidade federal do Mato Grosso sobre ensino e aprendizagem. 2008. 137 f. Tese (Doutorado em Educação). PR: Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

OLIVEIRA,E., DIAS, A. e FERREIRA, A. A importância da ação tutorial na educação a distancia: discussão das competências necessárias ao tutor. In: Anais do VII Congresso Iberoamericano de Informática Educativa, 2004. Disponível em: Acesso em: 17 mar. 2012.

PAULINO, C. L.. Educação a Distância no Ensino Superior: Avanços e Dificuldades. UNESA: 2009.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para uma nova profissão. Pátio: Revista Pedagógica, v.5, n.17, p.8-12, maio/jul. 2001.

PRETI, O. Educação a distância: uma prática educativa mediadora e mediatizada. In: PRETI,

O. (Org.). Educação a distância: início e indícios de um percurso. Cuiabá: UFMT, 1996.

PRETI, O; OLIVEIRA, G. O estado da arte sobre “tutoria”: modelos e teorias em construção. In: O sistema de Orientação Acadêmica no curso de Pedagogia a distância da Universidade Federal de Mato Grosso, Relatório de Pesquisa. Programa CAERENAD- Téléuniversité du Québec, Canadá, 2003.

RONDELLI, E. Quatro passos para a inclusão digital. I-coletiva. 2003. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2014.

SANTOS. Edméa Oliveira. Ambientes virtuais de aprendizagem: por autorias livre, plurais e gratuitas. In: Revista FAEBA, v.12, no. 18.2003(no prelo).

SCHLOSSER, R. L. A atuação dos tutores nos cursos de educação a distância. 2010. Colabor@ - Revista Digital da CVA - Ricesu, ISSN 1519-8529 Volume 6, Número 22, Fevereiro de 2010.

SILVA, M.. Falta interatividade. Revista Carta Capital Disponível em: Acesso em: 26 ago. 2012

SILVA, M. B. O processo de construção de identidades individuais e coletivas do ser-tutor no contexto da educação a distância, hoje. 2008. 216 f. Tese (Doutorado em Educação). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2008.

SOARES, L. A. O tutor presencial na educação a distância: interação entre papel, atribuição, mediação e prática pedagógica na formação continuada de professores. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) 100 f. Viçosa, Minas Gerais: Universidade Federal de Viçosa, 2012.

SOUZA FILHO, J. W. F. Desafios e vantagens da educação a distância para uma aprendizagem significativa na Universidade. 2011. Artigo. Anais... CONGRESSO NACIONAL UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE. V. 1, n. 2. 2011.

TAVARES, E. A. B. M. Olhares e vozes de tutores sobre o “ser tutor”. 2011. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Juíz de Fora, M.G.: Universidade Federal de Juiz de Fora, 2011.

TEIXEIRA JÚNIOR, W. As condições de trabalho da tutoria virtual na educação superior no interior: vozes dos tutores. 2010. Relatório de Pesquisa. Ponta Porã, M.S.: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EaD - ABED. 2010. Disponível em: Acesso em: 27 mai. 2015.

TORRES, C. C. A educação a distância e o papel do tutor: contribuições da ergonomia. Tese (Doutorado em Psicologia). 2007. 198 f. Brasília: Universidade de Brasília, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.