H. PYLORI VERSUS ÚLCERA GÁSTRICA NAS EDA DO HCTCO.

Bárbara Mendes Vieira, Carlos Pereira Nunes

Resumo


O Helicobacter Pylori é uma bactéria gram negativa, com formato espiralar, com 4 a 6 flagelos. Considerada provavelmente a infecção mais comum em humanos, colonizando a mucosa gástrica e contribuindo para destruição das células gástricas, causando entre outras doenças, úlcera gástrica. Sua prevalência aumenta com a idade e com baixo nível socioeconômico do hospedeiro e não se modifica com gênero. Apesar de grande parte da população mundial ser infectada pelo H. pylori, apenas uma pequena parcela desenvolve alguma enfermidade, indicando que outros fatores devem estar envolvidos na gênese dessas doenças como mecanismos patogênicos da bactéria, predisposição genética do hospedeiro e o meio ambiente resultando em diferentes evoluções clínicas.

Objetivo: Determinar a prevalência da infecção pelo H. Pylori associada à úlceras gástricas diagnosticadas por endoscopia digestiva alta no Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano. Métodos: Foram analisados dados de 1.403 pacientes submetidos à endoscopia digestiva alta no período de julho de 2014 a julho de 2016, e os achados endoscópicos de úlcera gástrica foram correlacionados com resultados de teste da urease, faixa etária e gênero. O programa Excel foi utilizado para interpretação de dados. Resultados: A prevalência do H. Pylori foi de 36,1%, com uma leve preferência pelo sexo masculino. A prevalência de úlcera gástrica foi de 1,5%, com leve preferência pelo sexo masculino e com 31,57 % positivos no teste da urease. Conclusões: Além da infecção pelo H. Pylori, outros fatores fisiopatológicos da bactéria ou do ambiente necessitam estar envolvidos para o desenvolvimento de úlcera gástrica.


Texto completo:

VER EM PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.